Entendimento Constelação Familiar Sistêmica

Constelação Familiar

Constelação familiar é uma filosofia estudada e pesquisada por Bert Hellinger. A partir desses estudos, ele desenvolveu uma ferramenta que consiste em resolver as dinâmicas familiares que devem ser regidas pelas leis do amor. Nesse contexto, conceitos não tão conhecidos como a constelação familiar individual precisam ser explicados.

Dessa forma, a Constelação tem ajudado muitas pessoas a resolverem problemas em suas vidas que nem imaginavam ter relação com o seu sistema familiar.

Uma das formas de se fazer essa terapia é através da constelação familiar individual. Isso embora seja bastante comum encontrar a Constelação Familiar no formato de terapia em grupo, onde as pessoas performam membros de sua família. Contudo, em muitos casos, conduzir a constelação familiar de modo individual é preferível.

Assim sendo, saiba mais sobre esse método e se ele pode ser o melhor para você.

Constelação Familiar: como funciona?

Nós nascemos já fazendo parte de um grupo familiar. Não importa se estamos falando de um órfão ou de alguém adotado. De acordo com a Constelação Familiar, a família biológica é parte da nossa vida, não importa a distância e o contato.

Segundo Hellinger, o sistema familiar conecta todos os membros através de um campo energético. Assim, entre todas as partes existem trocas de energia, mesmo entre os falecidos e aqueles que foram afastados da família.

Nesse contexto, imagine viver uma vida inteira se sentindo deslocado, que falta algo na sua vida e que você não é capaz de evoluir? Não parece uma vida feliz. No entanto, é um quadro mais comum do que se imagina. Por essa razão, a constelação tem como objetivo mudar esses sentimentos atuando sobre a melhoria do sistema familiar.

Família é um sistema

Pense no sistema que faz um carro funcionar: quando uma peça começa a desgastar, o efeito ocorre em cadeia. Por exemplo, um amortecedor defeituoso pode tirar a estabilidade do carro ou desgastar o pneu mais facilmente. De maneira similar, um farol quebrado afeta sua comunicação com outros motoristas e aumenta a chance de acidentes.

Ainda nesse contexto, o computador também é um sistema. Assim, tudo precisa estar funcionando para que o desempenho seja aquele que você adquiriu no momento da compra. As teclas, os programas, a tela… Tudo deve funcionar em perfeita harmonia e sinergia.

Dessa forma, é assim que uma família é vista na constelação familiar: como um sistema. Nesse contexto, o constelador vai analisar se todas as partes estão funcionando do jeito que deveriam. Assim, o sistema familiar poderá chegar ao “estado de natureza”, isto é, o que Bert Hellinger diz que é importante para a família resgatar a felicidade.

Conexão do indivíduo com o mundo exterior

Absolutamente nenhum organismo vivo é isolado. Ele, de alguma forma, interage com o mundo exterior e faz parte de um sistema. Assim, a concepção da vida já nos coloca dentro desse sistema, onde seres estão interligados e conectados por um campo energético.

Nesse contexto, a família é um sistema e os indivíduos estão ligados entre si e com o mundo exterior. Por essa razão, existe total relação entre estar bem dentro do sistema familiar e estar em conexão com o mundo exterior.

Somos tão conectados com a família que nossas células aprendem o que aconteceu em gerações passadas. Eventos felizes ou tristes que acontecem no passado da família ficam registrados a ponto de os novos membros, de alguma forma, possuírem essa “memória genética”. Assim, nossos antepassados podem estar influenciando a nossa vida de uma maneira que nem imaginamos ser possível.

A solução para problemas que nem imaginamos

Padrões, crenças, ideologias, dificuldades e doenças: tudo isso pode ter explicação no seu histórico familiar. No entanto, o melhor é que a solução para problemas pode estar no mesmo lugar.

Quando esses problemas são solucionados, o amor flui livremente na família do jeito que deve ser. Nesse contexto, a família atinge o “estado de natureza”, onde os membros são completos e felizes.

Assim, quando o amor flui entre os membros, o sujeito está preparado para conectar-se com o mundo exterior. Ele terá mais autonomia e saberá se relacionar com outros, assim como é dentro de sua família.

Dessa forma, resolver dinâmicas familiares conturbadas geram benefícios em cadeia. Essa decisão reflete no trabalho, na saúde, nas finanças e na sensação de realização pessoal também.

Diferenças entre atendimento individual e em grupo

A constelação familiar individual busca trazer alguns aspectos relevantes da que é feita em grupo. Assim, a representação dos familiares da constelação é essencial para que o cliente tenha uma visão clara sobre as dinâmicas e os problemas a serem resolvidos.

Em grupo, geralmente composto por 20 pessoas, o cliente faz a terapia colocando outras pessoas como representantes de seus familiares. No entanto, não necessariamente os participantes do grupo possuem relação entre si. O constelador orienta as representações e auxilia o cliente a ter uma visão sistêmica de sua família.

Na constelação individual, o terapeuta e o cliente estão sozinhos. Contudo, as representações ainda são necessárias. Elas podem ser feitas com bonecos, desenhos, pedras coloridas… Assim, o que importa é o cliente entender as representações e as dinâmicas entre elas.

Quando escolher a individual

Não existe uma modalidade de constelação mais ou menos recomendada. Tudo vai depender de como o cliente vai se sentir. Caso ele não se sinta aberto e falar tudo que precisa, a terapia individual é a mais indicada. Assim, o constelador poderá obter todas as informações que precisa sem que o cliente se sinta constrangido.

Ademais, quando existe uma questão familiar específica e delicada para o cliente, o mais recomendado é fazer a individual. Alguns problemas não são compartilhados com facilidade pelos clientes, então fazer terapia em grupo para questões complexas pode inibir, mesmo que inconscientemente.

Contudo, realizando um trabalho em grupo alguns clientes conseguem fazer representações da família com pessoas de verdade. Isso pode ajudar a resolver melhor algumas questões.

Portanto, tudo depende do sentimento de cada um, do conforto e da disposição em se abrir.

Como funciona a constelação familiar individual

Com ajuda do terapeuta, o cliente coloca em um campo os objetos que vão representar a família. Esses objetos são dispostos de acordo com a imagem inconsciente que ele tem do seu sistema familiar.

É importante sentir a emoção, uma energia diferente. O sistema quando não funciona bem não deixa que a energia flua livremente. Quando a constelação vai resolvendo essas questões, o sujeito precisa estar aberto e disposto para receber todo amor de sua família.

O constelador, então, vai ajudar na observação dessas dinâmicas, na análise das emoções despertadas e no reflexo delas no sistema como um todo.

Dê uma chance à constelação familiar individual

Os resultados da constelação familiar individual não se resumem somente em melhorar a qualidade da relação entre seus familiares. Quando esse sistema está funcionando próximo ao “estado de natureza”, todos os indivíduos do grupo conseguem progredir melhor.

A constelação familiar estimula mudança. Assim, ficamos mais abertos à receber tudo de bom que a vida tem para nos dá. Nossas decisões são mais assertivas, a vida financeira pode dar uma guinada, e conflitos nos relacionamentos são solucionados.

Quando existe um sistema familiar funcional, todos os seus componentes funcionam plenamente de forma individual. São pessoas decididas, seguras, com boa autoestima, saudáveis de mente e corpo e sabem se relacionar.

 

Fonte: Constelação Clínica.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Sobre a Autora

Sandra Baruchi

Sandra Baruchi

Mestre em Administração, Comunicação e Ensino, Pós-graduada em Marketing e Bacharel em Administração de Empresas. Professora Universitária em cursos de Graduação e Pós-Graduação em grandes universidades desde 2004. Practitioner em Programação Neurolinguística (PNL), Mestre em Reiki, Practitioner em Técnicas de Libertação Emocional (EFT) ramo da psicologia energética e Toque Quântico “Quantum Touch”, Ariculoterapeuta, Magnetista, Mestre de Florais Etéricos Xamânicos, Terapeuta e Hipnóloga (hipnose verbal e não verbal) desde 2009.

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Comentários
error: Este conteúdo esta protegido por direitos autorais.
Open chat
Olá, como posso te ajudar?